Como é o Trastevere (o bairro mais charmoso de Roma)

passeio pelo Trastevere, como é o trastevere

O Trastevere é um dos bairros mais fofos, tradicionais e charmosos de Roma. Os moradores têm um baita orgulho de viver ali. Falam, inclusive, que ali se encontra a verdadeira Roma. Dizem ser os guardiões da cultura e das tradições romanas.

Como a gente mencionou em outro post sobre o bairro, aquele com o vídeo (já assistiu?) é a Vila Madalena de Roma. Ali, casas se misturam a comércios bonitinhos, bares e restaurantes. Muitos turistas de vários lugares do mundo, jovens romanos, flores, pracinhas, bicicletas e vespas encostadas pelos lugares tomam conta da região. Ah, e claro, como no equivalente paulistano, nenhum lugar para estacionar. Mas isso não é problema porque é muito fácil chegar lá de transporte público.

O lugar é boêmio em sua essência. E vive lotado. Por volta do horário do almoço, as pessoas começam a chegar e vão ficando até a metade da tarde. Se você chegar à noite, a situação é pior ainda. A partir de umas 17h, o bairro já está lotado novamente. E fica assim até de madrugada.

Por estar além do rio (por isso o nome Trastevere – Tras significa além e Tevere é o nome do rio Tibre, em italiano), o bairro não passou pelas grandes intervenções urbanísticas do século XIX. Mantendo suas ruas estreitas e irregulares, os prédio antigos (aliás, beeeeem antigos – tanto que a gente fica imaginando que, se houver um terremoto mais forte, a gente não sabe se aquilo fica em pé não) e roupas estendidas em varais entre janelas. Cenas pitorescas, do estilo daquelas em que vemos em filmes. É simplesmente uma graça.

Trastevere
Detalhe da fachada de um dos vários restaurantes da região.

Ali também estão algumas das igrejas medievais mais lindas de Roma. Uma delas é Santa Maria in Trastevere, igreja do século III, que fica na Piazza di Santa Maria in Trastevere, o centro do bairro.

torre basílica Santa Maria in Trastevere, como é o Trastevere
Detalhe da torre da Basílica Santa Maria in Trastevere

Como é o Trastevere (o vídeo)

No vídeo, a gente mostra um pouco sobre esse que é o nosso bairro preferido de Roma. Sim, ele tem turista, muita gente e barulho. Mas é do jeitinho bonitinho e boeminho, do jeito jeito que a gente gosta.

Informações importantes

#1 Como chegar

São três as formas mais simples para se chegar ao Trastevere:

De tram

São dois os trams que param no Trastevere. O 8 e o 3. Se estiver na Piazza Venezia, pegue o Tram 8.

tram 8, Trastevere, Roma
O Tram 8, com destino a Piazza Venezia, cruza o bairro de Trastevere

Depois da Ponte Garibaldi, onde fica a ilha Tiberina, desça em qualquer um dos pontos subsequentes, já na Viale di Trastevere (eu prefiro descer no segundo ponto e ir andando) até o Ministero dell’Istruzione, dell’Universita e della Ricerca (um prédio bem grande que aparecerá do seu lado direito). Se estiver no sentido contrário, desça a partir do prédio do Ministero.

Já se onde você estiver parar o tram 3, desça no último ponto antes de ele sair da Viale di Trastevere (se não me engano o ponto é exatamente esse do Ministero dell`Istruzione).

De metrô

Pela linha A, pare no Termini e pegue o ônibus H (que passa pela Piazza Venezia também). Pela linha B, desça na estação Colosseo e pegue o tram 3. No final, são sempre as mesmas formas de se chegar lá.

A pé (acesso)

Atravesse a ponte Sisto, que dá na Piazza Trilussa ou na Ponte Garibaldi (a da ilha Tiberina), que dá na Viale di Trastevere.

#2 Por onde começar

Chegou na região? E agora, por onde começar? Não existe regra para se andar pelo Trastevere. E isso acredito que seja o mais legal. O importante é andar, sem regras definidas. Perder-se e achar-se.

rua do Trastevere, como é o Trastevere

O bairro é lindo e isso só vai te fazer descobrir coisas diferentes, observar detalhes e se encantar ainda mais pelo lugar.

floreiras, como é o Trastevere
Olha que fofa a forma como as floreiras foram utilizadas. Em alguns lugares, elas estão cheias de temperinhos. Mais no meio da primavera, começamos a ver vários vasos de flores, o que deixam o bairro ainda mais bonito e alegre.

Ah! Muito importante: se você for para observar a região, vá pela manhã. Tem menos gente e você consegue enxergar as coisas. Ponto negativo? Nem tudo estará aberto.

aluguel vespa, Roma, Trastevere
Uma coisa legal é que você pode aproveitar que o espaço permite, por não ter muitos carros ao redor, que você alugue vespas e bicicletas… uma forma diferente de conhecer a região

Já se você quiser aproveitar a parte gastronômica, vá a partir da tarde. À noite, o lugar é bem legal. Cheio de gente, lutinhas espalhadas, uma graça. Mas você perde a maior parte dos detalhes. E às vezes vai precisar esperar um pouquinho para conseguir uma mesa.

#3 Onde comer (e beber) no Trastevere

piazza di santa maria in Trastevere, como é o Trastevere
A fonte, bem no centro da Piazza di Santa maria in Trastevere (ao fundo, a basílica, em reforma)

Onde comer é um problema e uma solução também. São muitas as opções. Tem desde as mais econômicas até as mais caras.

restaurante Trastevere, we are against war and tourist menu
Placa na frente de um restaurante: “Nós somos contra guerra e menus turísticos”. (mas a maioria dos restaurantes contam com ele)

Há bares, com aperitivo; tratorias; restaurantes; sanduicherias; gelaterias; cafés… enfim, tem de tudo.

Eu, sinceramente, sempre acho super difícil escolher um lugar. Ainda mais quando a gente vai para o lugar sem se planejar, sem pesquisar.

Trastevere, restaurante no trastevere
Um dos restaurantes do Trastevere, com o garçom, de braços cruzados, esperando a chegada dos turistas

Às vezes, também, o lugar que você queria ir está super lotado e você tem que procurar alguma outra opção. Estamos preparando um post com uma relação de restaurantes que já experimentamos. Assim, a gente faz uma espécie de diário e já deixa as nossas impressões de alguns dos vários restaurantes que tem na região.

#4 Não deixe de ver

São muitas as coisas que não se pode perder no Trastevere. Aqui vão algumas delas:

  • Visitar a Piazza e a Basílica de Santa Maria in Trastevere. Lindas e cheias de gente sempre. A basílica está em reforma, mas vale a pena conferir os mosaicos dourados.
  • Andar pelas ruas, sem rumo. Uma das coisas mais legais de se fazer pelo bairro. Aproveite para observar os detalhes. Vespas, bicicletas, carros antigos estacionados (principalmente o 550 antiguinho). Detalhes que fazem com que esse bairro sejam único.
  • Pra quem precisa levar souvenir pra casa, o bairro tem várias lojinhas. Como eu acho que o preço é quase tabelado, dá pra aproveitar por ali mesmo. Comprei ímãs de geladeira focinhos (desenhadinhos do Trastevere) e uma espinha vermelha linda.
  • Visitar a lojinha do Trastevere Calcio, a loja oficial do clube do bairro, que atualmente joga a quarta divisão do campeonato italiano. Pra quem gosta de futebol, como o Fe, e pra quem gosta do bairro, como eu, vale a visita (e de repente uma camisetinha, hã?).
  • Andar de tram. Tem gente que acaba se hospedando em locais distantes do tram. Por isso, ir ao Trastevere te permite andar nele. Acho o meio de transporte mais charmoso de Roma (lembre-se de comprar o passe antes: 1,50 para até 100 minutos de utilização, a partir da primeira validação.
  • Sentar e simplesmente observar as coisas. Pessoas do mundo todo passam por ali. São idiomas, culturas, estilos diferentes. É mais ou menos como sentar no escadão da Paulista e só olhar o povo passando (fiz tanto isso nos tempos de Casper – aliás, jogue a primeira pedra o casperiano que nunca fez isso)..
  • Leve uma garrafinha d`água. Há várias fontes de água fresquinha pelo bairro. Sempre dá para encher a sua. Só cuidado para não tomar muito porque não há tantos banheiros públicos, como em outras cidades europeias. Aproveite o restaurante ou bar em que você parar.
  • Coma pequenas coisas em lugares diferentes. Assim, você consegue experimentar mais de um lugar e não apenas um só.

#5 Onde se hospedar no Trastevere

Gostou de tudo isso e quer se hospedar na região? Fique tranquilo porque há muitas opções. Exatamente por ter essa verdadeira carinha de Roma, há muitos lugares para se hospedar na região. Você pode encontrar várias opções no Booking, em especial hostels, e apartamentos disponíveis via AirBnb.

Nesses links aí em cima, te convido a conhecer o site, entender o serviço do Airbnb e se hospedar em alguma cidade do mundo como um verdadeiro local – nós amamos. Há alguns anos não nos hospedamos mais em hotel, só em apartamentos locados via Airbnb . Com o convite, você não paga nada a mais por isso (você pode, sim, ganhar 100 reais em créditos), só nos ajuda a conseguir uma descontinho nas nossas próximas viagens (a mesma coisa vale para o link do Booking – menos o crédito).

Tem alguma dica sobre o Trastevere? Algum lugar que a gente não pode perder ou que esqueceu por aqui? Deixe seu comentário aqui embaixo.

The following two tabs change content below.

chris_samira

Produtora de conteúdo desde 2002. Adora listas, chocolate, viajar e da canina Lili, além do Fe, com quem é casada há quatro anos. É especialista em "jogar no Google" e acha que vinho é uma questão de gosto pessoal (até porque não entende nada do assunto - só de beber mesmo). Vive indecisa quanto ao que deve fazer. Mas não acha que isso seja um problema.

Organize sua viagem para Roma com os serviços do Lá em casa tem vinho 

Desde que eu e o Fê viemos para Roma, resolvemos transformar este blog em um espaço em que pudéssemos dividir as nossas experiências. Diariamente, vamos conhecendo a cidade, aprendendo a viver nela e também mostrando aqui para você. E assim, compartilhando o que a gente vê por aqui, queremos fazer da nossa nova casa, a sua também. Além das dicas e de tudo o que postamos aqui no blog, resolvemos também ir atrás de parceiros que podem ajudar a transformar a sua viagem em uma experiência mais tranquila. A partir de agora, o LÁ EM CASA TEM VINHO te ajuda também a organizar a sua viagem para Roma.

E como a gente pode te ajudar a organizar sua viagem para Roma?

Estamos pensando em diversos aspectos. Mas queremos te oferecer possibilidades de buscar todos os produtos e serviços em um só lugar.
  • Você pode buscar a melhor tarifa de hospedagem seu hotel com nosso parceiro Booking.
  • Busca passagens de trem (e viaja de uma cidade a outra) com a nossa parceira RailEurope.
  • Reservar o seu transfer do aeroporto de Fiumicino (Leonardo da Vinci) ou Ciampino ao Termini e do Termini aos aeroportos com a Terravision.
  • Faz a cotação de seu seguro de viagem, obrigatório para quem visita diversos países europeus, signatários do Tratado de Schengen - inclusive a Itália, com o nosso parceiro SegurosPromo.
  • Compra os ingressos de todos os seus passeios antecipadamente, já se programando e evitando filas, com nosso parceiros GetYourGuide.
  • Podemos ainda acompanhar um dia de passeio e fazer fotos de você e seu grupo. Assim, não vai ter aquela história de ficar pedindo para alguém tirar a foto ou ainda sempre ter alguém do grupo que não aparece nas imagens.
  • Desconto para você visitar uma vinícola perto de Roma.
Confira aqui como a gente pode ajudar a organizar a sua viagem a Roma e os serviços que oferecemos.

Deixe uma resposta